Esse dia eu não quero voltar

Em um estalar de um dia qualquer, acordo com um gosto amargo na boca.  Talvez seja a cerveja do dia anterior ou talvez seja o agre de vidas passadas. É no gosto do intragável de como começar um dia, você lembra do que não recordava mais. Memórias tão distantes que você dúvida  de que era... Continuar Lendo →

Anúncios

Se eu pudesse voltar

O ano era 2007, mês de outubro, uma quinta-feira. Um dia tipicamente quente para essa época do ano. Temperatura abrasadora mexe um pouco com o juízo, o suor na testa é inevitável, nesse dia ele se misturou a gélida transpiração do nervosismo. Notas não muito legais, não ser muito experiente em relação a arte da... Continuar Lendo →

A arte das emoções

A arte da comoção não é uma fácil tarefa. Minuciosos obstáculos subjetivos precisam ser superados para se chegar a uma completa experiência. Criar um vínculo emocional não irá se tratar apenas da questão amorosa, ao contrário, trata-se do amplo leque de sentimentos que podemos demonstrar, do alto grau de adrenalina a mais calma e chata sonolência... Continuar Lendo →

O famigerado vídeo game

Um título bastante chamativo para algum leitor desavisado devo pensar. Proposital com certeza. Para quem cultiva este hábito, certamente já deve ter reparado muitos mal olhares, ou ter ouvido sermões. Um comportamento estranho sendo que o entretenimento vem complementando boa parte das nossas vidas. No processo natural do crescimento humano, vamos aos poucos trocando como posso dizer...os meios... Continuar Lendo →

Mais um dia

9:00 Am Como de costume acordei pela manhã com aquela horrível sensação, a de acordar. Abri os olhos visei o teto, passei a mão no rosto  e me ergui. Procurei a borda da cama para se sentar e aconchegar meus pés no solo. Frio e aconchegante, ajuda a esquecer a frustração de ter que acordar. Não... Continuar Lendo →

Sessão Deprê : quando o amor passou a ser tão importante?

Estamos nos aproximando do dia das crianças e lembro que eu não ganho mais presente faz uns 8 anos. Eu me pergunto e tento lembrar, quando isso mudou. Quando foi que meus bonecos das tartarugas ninjas se tornaram menos importantes que os peitos da fulana que estuda na mesma turma que eu? Quando eu comecei... Continuar Lendo →

AMOR

Os próximos relatos são apenas fagulhas, lampejos, lascas de sentimentos de um alguém, qualquer semelhança com a realidade, não passa de uma mera coincidência. Maldita seja a hora em que você chegou, bendito seja os minutos em que você ficou. Não sei ao certo se foi sorte ou azar, apenas fui o meio pelo qual você... Continuar Lendo →

Arrependimento: a máquina de teletransporte

Um problema interessante aparece quando falamos das consequências do ponto de vista existencial acarretadas pelo possível uso de maquinas de teletransporte no futuro. Os problemas surgem no momento em que na tecnologia citada, ocorre a desmaterialização do individuo num lugar e, em seguida, sua rematerialização em outro ponto do espaço. Por felicidade do acaso, na última... Continuar Lendo →

Mortos Vivos, Oscar e Por que não?

Talvez o título deste texto tenha começado de uma maneira não usual, um tanto quanto desconexo eu arrisco dizer, mas garanto que ao fim destas linhas com palavras tudo fará sentido. Neste domingo dia 28/02/2016 teremos a 88ª edição do academy awards, que dentre anteriores movimentos de translações, vem acompanhada de polêmicas e muita torcida. Sim! Finalmente o Leonardo... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: